Noticias e Eventos

Você está aqui: Home

Incentivo cultural é investimento

E-mail Imprimir PDF
03

Cultura é um grande negócio para as empresas e para o País. As ações culturais por meio de leis de incentivo, segundo dados levantados pela Fundação João Pinheiro, representam 1% do PIB brasileiro. As estimativas indicam que para cada milhão de reais investidos abrem-se 160 postos de trabalho.

Instrumentos de financiamento que utilizam renúncia fiscal proporcionam o direcionamento democrático de parte dos recursos provenientes do pagamento de tributos, fazendo a riqueza Pharmacy merchant account gerada em cada região retornar na forma de benefícios concretos, resultando em mais justiça social e bem-estar para a população.

As leis de incentivo fiscal trouxeram novo alento ao panorama das artes e a preservação do patrimônio cultural e se configuram no mais sólido vínculo entre empresas, suas marcas, e a sociedade, visto que os benefícios proporcionados por suas iniciativas de comunicação e marketing permanecem através dos tempos. O marketing ligado à cultura estabelece laços afetivos casino merchant account indissolúveis entre a empresa e o seu público consumidor e assegura posição privilegiada na mente das pessoas.

Do mesmo modo que a imagem institucional da empresa se fortalece, a cidadania também se consolida toda vez que um novo equipamento cultural é disponibilizado, um espetáculo é produzido ou um acervo artístico é preservado. Não são apenas empregos e renda que são gerados, mas um sentimento compartilhado que vai do orgulho ao puro deleite. Este momento de êxtase entre artista e público se deve à visão abrangente de empresários e governantes que, irmanados, escrevem por meio destas experiências únicas e sublimes a história de uma nação.

 
Sobre o Mabe

Manabu Mabe chegou ao Brasil ainda criança e, com a família, foi pintar fileiras de pés de café na natureza indomada do interior paulista, no início do século XX, um trabalho árduo debaixo do sol tropical. Mas também chovia e, nos feriados, com os lápis crayon trazidos da escola primária do Japão, ele retratava a paisagem em papel ou em sacos de café. Adulto, Mabe vende o cafezal e instala-se em São Paulo decidido a viver de sua arte. Pinta natureza-morta, corpo humano e se deixa seduzir pelo cubismo, mas seu destino é ser o pioneiro do abstracionismo no Brasil. Sua obra é vista em exposições nacionais e internacionais e, na esteira do sucesso de crítica e público, chega o reconhecimento na forma de importantes premiações. O artista, uma figura radiante e positiva, sempre aberta às melhores influências, registrou o belo e o calor das cores brasileiras, adotando um estilo único chamado de pintura gestual, que mistura a caligrafia japonesa com manchas cromáticas.

Seja bem-vindo, você está entrando no universo da arte de Manabu Mabe, o Samurai da Pintura no Brasil.

  • Educativo

  • Crianças

Créditos: TV Cultura | TV Rá Tim Bum